Drª Nídia Marinho

Rua Visc. de Pirajá, 550  Sala 1607 | Ipanema - Rio de Janeiro | CEP 22.410-901

Tels: (21) 2486-9871 | 

DRª NÍDIA MARINHO

Odontologia - Buco Maxilo Facial

Copyright © 2017 Nídia Marinho. Todos os direitos reservados.

DTM 

DISTÚRBIOS DA ATM

ATM e DTM

A articulação temporomandibular (ATM) faz a ligação da mandíbula ao crânio,  também é responsável pelos movimentos dos maxilares e da boca, como a mastigação, deglutição e a fala. Quando existe alguma alteração, essa articulação pode estar sobrecarregada e desencadear a disfunção temporomandibular (DTM).

Os principais sintomas da DTM são dores na região próxima ao ouvido, dores de cabeça e nos músculos da mandíbula, estalidos e ruídos ao abrir e fechar a boca e dificuldade de abrir a boca.

É importante diagnosticar se a DTM tem origem muscular ou articular. Geralmente as dores musculares são causadas por Bruxismo (ato de ranger os dentes durante a noite) ou Apertamento (ato de apertar os dentes). Enquanto que, os problemas de origem articular são devido ao deslocamento do disco articular (um coxim cartilaginoso pequeno com a função semelhante ao menisco do joelho) ou causados por patologias que acometem a articulação, como Osteoartrite e Artrite Reumatóide.

O tratamento normalmente é conservador, e com medidas para relaxamento da musculatura orofacial (fisioterapia, fonoterapia, laserterapia, acupuntura, dentre outras medidas) e uso de placa estabilizadora oclusal ou placa miorrelaxante. Mas caso o tratamento conservador não tenha sucesso, a cirurgia na ATM é necessária. O exame mais indicado para avaliar a ATM e o disco articular é a Ressonância Magnética da ATM com boca aberta e boca fechada. As cirurgias da ATM são as seguintes:

 

Artrocentese

É o procedimento mais simples e menos invasivo da ATM que consiste na remoção de aderências por lavagem com soro fisiológico e soluções que contêm medicamentos usados para diminuir inflamação, dores na articulação e aumentar a amplitude de movimentos. É um procedimento realizado em ambiente hospitalar, sob anestesia local e sedação ou sob anestesia geral.

 

Artroscopia

É uma cirurgia minimamente invasiva que emprega um equipamento com ótica miniatura chamado artroscópio. O artroscópio é inserido na ATM por uma pequena incisão na pele e transmite uma imagem interna da articulação através de uma microcâmera um monitor de TV fora do corpo. O cirurgião pode inserir instrumentos cirúrgicos através do artroscópio para fazer a cirurgia na articulação, evitando a necessidade cirurgias abertas e invasivas. Essa cirurgia só poderá ser realizada em um hospital sob anestesia geral. Com essa técnica, consegue-se remover o tecido da cicatriz, infiltrar medicamento anti-inflamatório dentro da articulação e lavar e lubrificar a articulação.

 

Artroplastia

Artroplastia é usada para reparar a porção interna das ATMs e para reposicionar e/ou reconectar um disco deslocado. O procedimento poderá aliviar dor e o travamento da mandíbula.

Artrotomia

Artrotomia é uma cirurgia de articulação aberta durante a qual uma pequena incisão é feita para expor as ATMs. Essa abordagem é usada quando artrocentese ou artroscopia não permitem acesso o suficiente para um procedimento cirúrgico mais complexo. Artrotomia pode ser apropriado para reposicionamento e fixação de disco deslocado, remoção e modelagem de osso degenerativo e posicionamento de mantenedores de espaço.

 

Cirurgia de Reconstrução da Articulação

Cirurgia de reconstrução da articulação envolve substituição de parte da ATM. Este procedimento é reservado para casos mais complexos em que outras opções não tenham sido capazes de restaurar a função. Técnicas incluem o uso de osso autógeno (envolvendo o tecido do próprio paciente) ou material aloplástico (sintético). Recentes avanços na tecnologia providenciam partes específicas da articulação feitas sob medida para o paciente.